Priorizar a saúde e o bem estar de um trabalhador tornou-se uma das missões de muitas empresas que desejam manter seu funcionário completamente apto, tanto para usufruir de seus benefícios em sua vida pessoal, assim como para manter seu bom desenvolvimento na vida profissional, assegurando-lhe toda a proteção possível e necessária para que suas funções sejam cumpridas.

Para que a proteção e segurança estejam presentes para um funcionário em seu ambiente de trabalho, os EPIs são utilizados pelos empregados.

Equipamento de Proteção Individual

Os EPIs, Equipamentos de Proteção Individual, são quaisquer aparelhos, equipamentos ou dispositivos que devem ser utilizados por um funcionário no momento em que o mesmo deverá cumprir suas funções no ambiente de trabalho, devendo ser utilizado individualmente por um empregado para que o mesmo obtenha toda a proteção e segurança possível, evitando quaisquer tipos de riscos que possam ameaçar sua integridade física, prevenindo diferentes tipos de acidentes e lesões variadas.

Quando é necessário o uso?

O uso dos EPIs deverá ser feito pelos profissionais que atuam em determinada empresa quando a mesma não puder eliminar os riscos por si só do ambiente, ou seja, quando houver a identificação de um local de trabalho que possa causar diferentes tipos de complicações à integridade física de um empregado, normalmente com atividades que proporcionam riscos a serem evitados por meio a utilização dos EPIs.

A obrigatoriedade do uso dos EPIs acontece quando não há o EPC, equipamento de proteção coletiva, fazendo com que o ambiente torne-se favorável aos acidentes, fazendo com que, sem as medidas coletivas para assegurar a saúde de um funcionário, seja necessário partir para os equipamentos individuais para evitar doenças e lesões.

Quais trabalhadores devem utilizar os equipamentos?

Todos os trabalhadores que estiverem envolvidos em um ambiente ou em atividades perigosas e que oferecem riscos à saúde deverão utilizar os EPIs.

Normalmente tais equipamentos individuais são utilizados por empregados que manuseiam máquinas perigosas e que podem ser danosas à saúde, assim como funcionários que atuam em obras, por exemplo, ligados à construção civil, fazendo com que a proteção e segurança sejam necessárias pelos acidentes que podem acontecer no local.